“Martyrio”

“Martyrio”

“Martyrio” é o resultado do projeto de criação do LA.CE – Laboratórios de Criação Etnográfica para a Quadragésima de 2019 que este ano teve por tema: CORO como unidade de criação. A tradição oral dos Cânticos quaresmais da Beira interpretada por um coro comunitário – Ensemble Renovatio, com direção artística de Susana Quaresma e Mariana Zenha.

Apresenta-se um Coro, um Corpo, uma Unidade. Apresenta-se o resultado de um laboratório que pretende unir vozes e prestar tributo a todos os outros corpos que foram instrumento da transmissão desta herança musical e religiosa. 

O espetáculo tem como peça central o cântico tradicional quaresmal “Martírios” (recolha do Castelejo) e marca a estreia pública dos “Ensemble Renovatio”.

Foi apresentado na Capela de São Francisco, no Fundão.

 

Programa:

“Senhora das Dores” (Bogas de Cima)

“Velum Templi” de Francisco Martins

Poema “Tenho Medo” – Pablo Neruda

“Martírios” (Castelejo)

“Ó que lindos quatro dias” (Bogas de Cima)

Poema “Coração Habitado” – Eugénio de Andrade

 

Assista aos bastidores desta criação:

 

Assista ao espetáculo na íntegra:

 

ENSEMBLE RENOVATIO: 

Sopranos: 

Adriana Pais 

Ana Luís Bogalheiro 

Leonor Narciso 

 

Contraltos: 

Graça Esgalhado 

Maria de Nazaré Sousa 

 

Tenores: 

Alexandre Roque 

Francisco Barata 

Luís Nunes 

 

Baixos: 

Alexandre Soares

António Quintela 

José Bonifácio

 

Direcção Artistica: 

Susana Quaresma 

Mariana Zenha 

 

Conceção: 

Miguel Rainha

 

Objectos Cenográficos:

António Supico

 

Figurinos:

Kalium Atelier

 

Produção:

Município do Fundão

 

Biografia

Susana Quaresma

Pós-graduada em Teatro-Música pela ESTC, licenciada em Arquitectura pela FAUTL e em Canto no Conservatório Nacional. Formou-se em Dança na Comunidade pelo Fórum Dança e termina o curso de Jazz na New Music School. Estudou pedagogia Musical com Jos Wuytack, Teatro Vocal e coreográfico com Enrique Pardo, teatro físico com John Mowat e Commedia dell’Arte com Nuno Pino Custódio. Lecciona canto e expressão musical na InImpetus – Escola de Actores e Música na 1ª infância. Fundou em 2015 com Tânia Cardoso e Sofia Adriana Portugal o grupo Maria Monda, com o qual ganhou o prémio de Melhor Recriação do Festival Cantar Abril 2015. Com o mesmo grupo funda em 2014 a Associação A Monda, um Colectivo de Teatro-Música, o qual tem sido convidado pela F.C. Gulbenkian e pela Fundação Centro Cultural de Belém para criar espectáculos para bebés e 1ª infância.

Foi convidada em 2018 pela Câmara Municipal do Fundão para desenvolver, em conjunto com Nuno Pino Custódio e Helena Raposo, A Grande Batalha da Gardunha, espectáculo integrado no Festival de Música Antiga de Castelo Novo. Para a mesma Câmara para integrar o projecto de Transmissão do Património Musical da Quaresma, para a Quadragésima 2019, dando oficialmente início à fundação do Ensemble Renovatio. Desde 2004 apresentou-se no Teatro da Trindade, Festival Fatal, CCB e Gulbenkian, tanto como criadora como como intérprete. É também intérprete e criadora cénica nos ensembles Les Secrets des Roys e Al’Arido.

 

Mariana Zenha 

Iniciou os seus estudos musicais em 1996 com aulas de guitarra classica. Ingressou na Academia de Música Vilar do Paraíso de 1998 a 2003 no âmbito de Canto Clássico, integrando simultaneamente o Grupo de Artes Performativas (G.A.P). Participou em diversos espectáculos encenados pelo G.A.P. nomeadamente, a “Ópera do Malandro” de Chico Buarque, “O Rei Leão” e “Jesus Christ Superstar”. Frequentou o Conservatório Regional de Música de Vila Nova de Gaia de 1999-2002, no Curso Livre de Canto Clássico com o Prof. António Salgado. Participou na ópera “Dido e Aeneas” de Henry Purcell, integrada no Curso Superior de Música da Universidade Católica Portuguesa. Iniciou os seus estudos em Canto Jazz na Escola de Música da Foz com a Prof.ª Fátima Serro em 2003, prosseguindo em 2004 a sua formação em Lisboa na Escola de Jazz Luís Villas-Boas do Hot Clube Portugal, sob orientação vocal da Prof.ª Paula Oliveira. Prosseguiu os seus estudos na área do Canto com a Prof.ª Lúcia Lemos. Participou em diversos projectos musicais no âmbito de Jazz e Música Popular Brasileira, tendo lançado o seu 1º álbum de originais em Setembro de 2009 com o grupo Yemmandala. Actualmente integra o grupo Aquarela Trio, Coro Génesis e é professora de Canto, a nível particular e na Escola New Music School em Lisboa.