A adoração do bezerro de ouro e como Moisés aplacou a ira de Deus

A adoração do bezerro de ouro e como Moisés aplacou a ira de Deus

Êxodo 32,7-14

«O Senhor disse a Moisés: “Vai, desce, porque o povo que tiraste do Egipto perverteu-se. Bem depressa se desviaram do caminho que Eu lhes havia ordenado. Fizeram para si um bezerro de metal fundido, e adoram-no, oferecendo-lhe sacrifícios e dizendo: ‘Israel, este é o teu deus que te tirou do Egipto.’” E o Senhor continuou: “Vejo que este povo é um povo de cabeça dura. Agora, portanto, deixa-Me, porque a minha ira vai acender-se contra eles, até os destruir. E de ti Eu farei uma grande nação.” Então Moisés suplicou ao Senhor, seu Deus, dizendo: “Senhor, porque é que a tua ira se acende contra o teu povo, que tiraste do Egipto com grande poder e mão forte? Os egípcios haviam de dizer: ‘Ele tirou-os com má intenção, para os matar entre as montanhas e exterminá-los da face da Terra?’ Desiste do incêndio da Tua ira e volta atrás com o castigo que pretendias impor ao teu povo. Lembra-te dos teus servos Abraão, Isaac e Israel, aos quais juraste por Ti mesmo dizendo: ‘Eu multiplicarei a vossa descendência como as estrelas do céu, e toda a terra que vos prometi, dá-la-ei aos vossos filhos para que a possuam para sempre’. Então o Senhor arrependeu-Se do castigo com o qual havia ameaçado o seu povo.»

Deus estabelecera recentemente aliança com Israel e confirmara-a com uma solene promessa. Moisés ainda estava no monte Sinai, onde recebia das mãos de Deus as tábuas da Lei, documento base dessa aliança. Entretanto, o povo caía na idolatria, adorando o bezerro de ouro, obra das suas mãos, como se fosse o Deus que os tirara do Egipto. Deus acende-se em ira e informa Moisés do sucedido: a aliança fora quebrada. Deus quer repudiar Israel, apanhado em flagrante adultério, e começar uma nova história apenas com Moisés, que permanecera fiel. Mas Moisés, que recebera a missão de guiar Israel à terra prometida, não abandona o seu povo, não cede à tentação de pensar apenas em si mesmo. Como Abraão, diante da cidade pecadora, Moisés intercede pelo povo pecador. Procura ‘acalmar’ a justa ira de Deus, fazendo uma certa ‘chantagem’, e recordando-Lhe as promessas feitas aos antigos patriarcas. A sua oração toca o coração de Deus. As características antropomórficas com que Deus é descrito neste episódio atestam a antiguidade deste texto.

Pintura: Nicolas Poussin – “A adoração do bezerro de ouro” (1633-4)
Mais explicações sobre a pintura: em – https://www.nationalgallery.org.uk/…/nicolas-poussin…